Buscar
  • Luísa Bernardes

Comunicação com os idosos

O envelhecimento é uma fase do desenvolvimento humano e algumas mudanças ocorrerão com a idade. O desenvolvimento humano atingiu sua extensão máxima e, após esse desenvolvimento, as aptidões e capacidades diminuirão. O declínio físico devido à idade pode dificultar a comunicação.


Vários são os fatores que podem interferir na comunicação com o idoso, por isso é necessário identificá-los. No caso do idoso, quanto maior o grau de dependência, menor a capacidade de expressão de suas necessidades. Em algum momento, os órgãos dos sentidos dos idosos se tornarão mais deficientes devido à falha do aparelho auditivo, dentaduras inadequadas, óculos inadequados, etc.

O declínio físico devido à idade pode dificultar a comunicação. A perda de audição pode tornar a compreensão mais difícil para uma pessoa, portanto, seja paciente e fale com mais clareza. Sempre olhe um para o outro ao falar e evite falar ao comer. Verifique se dispositivos de audição podem melhorar a comunicação telefônica.

A perda de visão pode tornar mais difícil para os idosos reconhecerem os familiares, interferindo na comunicação. As habilidades de fala de algumas pessoas mais velhas irão mudar, suas vozes ficarão mais fracas ou mais difíceis de entender. Seja paciente ao ouvir e preste atenção se o idoso se sente cansado, e respeite seus limites.

Embora as pessoas experimentem vários graus de perda de memória, a perda de memória é geralmente um dos efeitos mais comuns do envelhecimento. Na maioria dos casos, a memória de curto prazo é afetada, tornando mais difícil para os idosos se lembrarem de eventos recentes. Lembre-se disso e pratique a paciência.

Assim torna-se muito importante falarmos um pouco sobre como se comunicar com os idosos. Principalmente, em como manter uma comunicação mais saudável e eficiente possível, sem levar em consideração as doenças relacionadas.

Para ajudá-lo a completar esta tarefa, separamos uma série de habilidades valiosas que podem ajudá-lo a se comunicar com os idosos.


• Use frases concisas.

• Chame-o pelo primeiro nome ou qualquer nome que ele goste.

•Evite infantilizá-lo utilizando termos inapropriados como “vovô”, “querido”, ou ainda, utilizando termos diminutivos desnecessários (“bonitinho”, “lindinho” etc)

• Pergunte se entendeu bem a explicação e se há algum problema no entendimento.

• Quando a informação for mal interpretada, use palavras diferentes, é melhor repetir a informação em uma linguagem que seja mais adequado para sua compreensão.

• Fale abertamente em frente ao idoso e não esconda a boca. Não dê as costas enquanto conversa.

• Mantenha o volume audível para idosos e evite outros ruídos e barulhos que possam prejudicar a audição.

• Aguarde a resposta da primeira pergunta antes de preparar a segunda, pois o idoso pode precisar de mais tempo para responder.

• Não interrompa a pessoa idosa no meio de sua fala, demonstrando pressa ou impaciência. É necessário permitir que ele conclua o seu próprio pensamento.

• Permita que o idoso participe do diálogo e das decisões tomadas em casa;

• Não esqueça que toques físicos como abraços, dar as mãos, etc fazem parte da comunicação afetiva.

• Valorize a experiência do idoso;

• Seja amável, paciente e atencioso;


Embora a comunicação com os mais velhos seja mais desafiadora, vale a pena o esforço. Ao manter uma conexão amorosa com uma pessoa mais velha, você respeita seu relacionamento e ajuda a melhorar a qualidade de vida dessa pessoa.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo